RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

A saúde das relações no espaço escolar e as suas interferências na atuação do professor e na construção de aprendizado dos alunos – Elementos para instrumentalizar a equipe gestora

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Flesch, Carolina Luísa;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Souza, Ana Paula dos Santos;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/5218264122716740;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.title A saúde das relações no espaço escolar e as suas interferências na atuação do professor e na construção de aprendizado dos alunos – Elementos para instrumentalizar a equipe gestora;
metadataTrad.dc.description.resumo Buscou-se através dessa pesquisa remeter importância para a questão da saúde do professor. Observa-se um visível descontentamento e, por vezes, adoecimento de profissionais docentes, diante do alargamento das funções da escola. Cada vez mais se evidencia uma espécie de transbordamento, em relação ao ato de dar aulas. Será que os cursos de formação e os processos de admissão escolares têm esclarecido e amparado suficientemente os professores nas suas demandas reais? Como a questão de bem-estar e mal-estar docente nos anos iniciais do ensino fundamental repercute no espaço escolar, num contexto de educação básica, em instituições privadas, na região do Vale do Rio dos Sinos? A intenção deste estudo foi mapear dificuldades atuais e elencar algumas estratégias que possam auxiliar na promoção de bem-estar do professor, considerando as contribuições que a gestão escolar também possa empregar neste sentido. Para isso, além da pesquisa bibliográfica sobre o tema proposto, foi realizado uma pesquisa a campo com professores e gestores de escolas privadas do Vale dos Sinos, rio grande do Sul. A pesquisa foi realizada por meio de um questionário que foi enviado por e-mail, utilizando o método qualitativo. Como resultado da pesquisa, verificou-se que a carga horária excessiva, o esgotamento físico e mental e a falta de limites dos alunos apareceram como aspectos relevantes na interferência da produção de bem-estar docente. Ou seja, são estes os incômodos principais presentes na rotina dos docentes no contexto pesquisado. Desta forma a pesquisa mostrou que os fatores que produzem o mal-estar docente permeiam as práticas escolares regularmente e, que as interferências da gestão escolar em parceria com o docente, podem contribuir de forma positiva nesse processo. Por fim, chegou-se a conclusão que as atribuições de metas alcançáveis, emprego de desafios compartilhados e ações mais reflexivas, podem mudar o rumo da atuação destes profissionais, tão essenciais à sociedade. Pois, diante do estudo realizado, comprovou-se que um professor que tenha um autoconceito equilibrado e positivo poderá ser um profissional melhor na sua atuação pedagógica.;
metadataTrad.dc.subject Bem-estar docente; Mal-estar docente; Aprendizado; Gestão escolar;
metadataTrad.dc.type TCC;
metadataTrad.dc.date.issued 2018-09-24;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/7561;
metadataTrad.dc.audience.educationLevel Especialização;
metadataTrad.dc.curso Gestão e Supervisão Escolar: Desafios do Trabalho Coletivo na Escola;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics