RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

“Nos nu tem k serta, ti serta”: políticas públicas e suas relações com gênero em Cabo Verde na era das barragens

Mostrar registro simples

Autor Moreira, Evandra Cristina Gonçalves;
Lattes do autor http://lattes.cnpq.br/6685219564496311;
Orientador Anjos, José Carlos Gomes dos;
Lattes do orientador http://lattes.cnpq.br/8743307347624567;
Instituição Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
Sigla da instituição Unisinos;
País da instituição Brasil;
Instituto/Departamento Escola de Humanidades;
Idioma pt_BR;
Título “Nos nu tem k serta, ti serta”: políticas públicas e suas relações com gênero em Cabo Verde na era das barragens;
Resumo Este trabalho verifica como gênero se relaciona com os enunciados de políticas públicas de desenvolvimento rural, por meio da implantação de barragens, em Cabo Verde. Considera que as questões envolvendo as relações de gênero, assim como as relacionadas à modernização da agricultura, têm impulsionado a criação de políticas públicas e uma variedade de programas e atividades que estão sendo incluídas dentro dessas duas rubricas. Para uma análise destas políticas, esta dissertação está amparada em um estudo de caso -- Barragem de Figueira Gorda, no Concelho de Santa Cruz, na Ilha de Santiago, no período de janeiro a abril de 2017, desde uma abordagem etnográfica. Primeiramente, foram sistematizados e analisados os planos/programas que têm relação com o setor da agricultura e a igualdade de gênero, seguido de uma etnografia, para perceber as dinâmicas resultantes do empreendimento, sendo as entrevistas, o diário de campo e conversas informais as técnicas utilizadas junto das mulheres, agricultores e entidades públicas. E, a partir destas abordagens traçadas, ao caraterizar as políticas públicas voltadas ao desenvolvimento rural, foi possível evidenciar que desde a formulação, apresentam Cabo Verde enquanto um país de “poucos recursos” e com forte dependência das “ajudas e financiamentos internacionais”, com programas/planos que nascem de uma agenda internacional, em nome de um desenvolvimento sustentável, com foco no setor ambiental e econômico. E, no caso da Barragem de Figueira Gorda, a experiência deste modelo, evidência uma (re) configuração do espaço social, que reforçou as desigualdades de gênero e a não participação da mulher na agricultura “moderna”, conservando, assim o sistema moderno/colonial.;
Abstract This work verifies how gender is related to the statements of public policies of rural development, through the implementation of dams, in Cabo Verde. It considers that issues involving gender relations, as well as those related to the modernization of agriculture, have driven the creation of public policies and a variety of programs and activities that are being included within these two headings. For an analysis of these policies, this dissertation is supported by a case study - Figueira Gorda Dam, in the Municipality of Santa Cruz, on the Island of Santiago, from January to April 2017, from an ethnográgico approach. Firstly, the plans / programs related to the agricultural sector and gender equality, followed by an ethnography, were systematized and analyzed to understand the dynamics of the enterprise, the interviews, the field diary and the technical information conversations used women, farmers and public entities.And from these outlined approaches, by characterizing the public policies focused on rural development, it was possible to show that since the formulation, they present Cabo Verde as a country of "few resources" and with a strong dependence of "international aid and financing", with programs / plans that are born from an international agenda, in the name of sustainable development, focusing on the environmental and economic sector. And in the case of the Figueira Gorda Dam, the experience of this model, evidence a (re) configuration of the social space, that reinforced the gender inequalities and the non participation of women in "modern" agriculture, thus conserving the modern / colonial.;
Palavras-chaves Políticas públicas; Desenvolvimento rural; Gênero; Barragem figueira gorda; Cabo verde; Perspetiva decolonial; Public policies; Rural development; Genre; Barragem figueira gorda; Cape verde; Decolonial perspective;
Área(s) do conhecimento ACCNPQ::Ciências Humanas::Sociologia;
Tipo Dissertação;
Data de defesa 2018-03-02;
Agência de fomento CNPQ – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico;
Direitos de acesso openAccess;
URI http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/6990;
Programa Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais;


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Buscar

Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística