RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Estimativa da condensação em edificações unifamiliares em território brasileiro: simulação higrotérmica computacional

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Pires, Josiane Reschke;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/6111462279860681;
metadataTrad.dc.contributor.advisor González, Marco Aurélio Stumpf;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/8430945431911323;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola Politécnica;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Estimativa da condensação em edificações unifamiliares em território brasileiro: simulação higrotérmica computacional;
metadataTrad.dc.description.resumo A condensação superficial é um parâmetro fundamental na análise de desempenho das edificações e tem influência nos quesitos de habitabilidade e durabilidade. Este estudo avalia a umidade, a condensação superficial e o desempenho higrotérmico para as condições climáticas brasileiras, em edificações habitacionais unifamiliares. A proposta foi baseada nas normas EN ISO 13788:2012, EN 15026:2007 e ASHRAE 160:2009, utilizando simulação dos parâmetros hidrotérmicos e verificando os resultados tendo em vista características construtivas típicas. Através de simulação com o software WUFI® Plus, foram analisados quatro sistemas construtivos de paredes e quatro sistemas construtivos de forro, para as oito zonas bioclimáticas brasileiras, através de cidades representativas, sendo estas: Curitiba/PR (ZB1), São Lourenço/MG (ZB2), São Paulo/SP (ZB3), Brasília/DF (ZB4), Vitória da Conquista/BA (ZB5), Campo Grande/MS (ZB6), Cuiabá/MT (ZB7) e Manaus/AM (ZB8). Os resultados indicam que a ventilação natural e as condições do clima externo ampliam a umidade interna, em todas as zonas bioclimáticas, exceto na ZB8. A respeito dos tipos de unidades habitacionais analisadas, as que possuem menor volume foram as que apresentaram maior condensação superficial e umidade interna. Além de resistência térmica ou inércia térmica, as propriedades físico-químicas dos sistemas construtivos tiveram influência na condensação superficial. O impacto da umidade e da condensação superficial no desempenho higrotérmico foi menor que a influência das propriedades térmicas e dos climas que as edificações se localizavam. Este estudo contribui para a discussão a respeito da condensação superficial e do impacto da umidade em edificações, com diferentes volumes, sistemas construtivos e climas brasileiros.;
metadataTrad.dc.description.abstract Superficial condensation is a fundamental parameter for building performance analysis and influences the habitability and durability requirements for buildings. This study evaluates the surface condensation, absorption, and hygrothermal performance for Brazilian climatic conditions, in residential buildings. A proposal was adopted in the standards EN ISO 13788:2012, EN 15026:2007 and ASHRAE 160:2009, proposing an adaptation for the Brazilian characteristics, using hygrothermal simulation and verifying the results of some typical construction characteristics. Through simulation with the WUFI® Plus software, four walls systems and four ceiling systems were analyzed, for eight Brazilian bioclimatic zones, using representative cities: Curitiba/PR (ZB1), São Lourenço/MG (ZB2), São Paulo/SP (ZB3), Brasília/DF (ZB4), Vitória da Conquista/BA (ZB5), Campo Grande/MS (ZB6), Cuiabá/MT (ZB7) e Manaus/AM (ZB8). The results indicate that natural ventilation and external climate increases internal moisture in all bioclimatic zones, except for ZB8. Regarding the types of housing units analyzed, those with the lowest volume were those with the highest surface condensation and internal moisture. The physical-chemical properties of the construction systems had a great influence on surface condensation and not only the thermal resistance, with a small impact on the user’s thermal comfort. The impact on hygrometer performance had a great influence of the thermal properties and climates and a minor influence of the moisture. This study contributes to the discussion about surface condensation and the impact of moisture on buildings, with different volumes, construction systems and Brazilian climates.;
metadataTrad.dc.subject Simulação higrotérmica; Análise higrotérmica; Condensação superficial; Umidade; Desempenho higrotérmico; Hygrothermal simulation; Hygrothermal analysis; Superficial condensation; Moisture; Hygrothermal performance;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Engenharias::Engenharia Civil;
metadataTrad.dc.type Tese;
metadataTrad.dc.date.issued 2020-09-18;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/9454;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics