RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Análise dos remanescentes de Pinípedes (Carnivora - Otariidae) em sítios arqueológicos da planície costeira do Rio Grande do Sul, Brasil

Mostrar registro simples

Autor Ferrasso, Suliano;
Lattes do autor http://lattes.cnpq.br/8906301323168899;
Orientador Oliveira, Larissa Rosa de;
Lattes do orientador http://lattes.cnpq.br/2346014398624345;
Co-orientador Drehmer, César Jaeger;
Lattes do co-orientador http://lattes.cnpq.br/1040777501524933;
Instituição Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
Sigla da instituição Unisinos;
País da instituição Brasil;
Instituto/Departamento Escola Politécnica;
Idioma pt_BR;
Título Análise dos remanescentes de Pinípedes (Carnivora - Otariidae) em sítios arqueológicos da planície costeira do Rio Grande do Sul, Brasil;
Resumo Os pinípedes são carnívoros marinhos que iniciam sua história evolutiva no Oligoceno médio, em torno de 65 milhões de anos. Eles ocorrem em praticamente todos os oceanos do mundo e vem interagindo com populações humanas desde a pré-história em várias regiões do globo. Para a costa brasileira já foram registradas oito espécies de pinípedes, das quais sete já foram encontradas no litoral do Rio Grande do Sul (RS). A partir da análise de remanescentes ósseos resgatados em sítios arqueológicos, sugere-se que os registros pretéritos de pinípedes na costa do Brasil estariam associados aos depósitos do Quaternário. Para o RS são poucos os trabalhos versando sobre osteologia de pinípedes, na maioria são estudos cranianos com amostras atuais sobre diagnose ou ainda dimorfismo sexual, mas muito pouco relacionado à remanescentes arqueológicos. Neste sentido é necessário um aprofundamento sobre a composição das espécies, abundância de indivíduos, ocorrência e tipo de interação destas espécies com grupos humanos pré-históricos. Para tanto o presente estudo foi realizado em cinco sítios arqueológicos do litoral Norte do Rio Grande do Sul (LNRS), localizados entre Xangri-lá (29°47'23.72"S; 50°02'1824"W) e Arroio do Sal (29°27'0.27"S; 49°49'1.74"W), os quais estavam vinculados á Tradição Sambaqui. O método de prospecção (escavação) seguiu o de cortes horizontais artificiais nivelados, aprofundando verticalmente, formando níveis artificiais sucessivos para assegurar a profundidade e origem dos remanescentes faunísticos. O volume de material prospectado nos cinco sítios variou entre 0,30 m3 e ± 15,18 m3. Neste estudo, foram selecionadas seis quadrículas com remanescentes faunísticos dos cinco sítios para análise, cada uma diferindo em tamanho e espessura estratigráfica arqueológica. Todos os remanescentes ósseos encontrados em cada quadrícula foram coletados nas trincheiras escavadas e levados para triagem e tombamento na Reserva Técnica de Arqueologia do Instituto Anchietano de Pesquisas/Universidade do Vale do Rio dos Sinos (IAP-UNISINOS). Durante a triagem em laboratório foram selecionados para este estudo exclusivamente os remanescentes de pinípedes, com base na comparação com esqueletos de espécimes de espécies atuais e da literatura. Como resultado de riqueza taxonômica sob a ótica da zooarqueologia (NISP), foram encontrados 159 remanescentes de pinípedes nos sítios do LNRS, totalizando um MNI de 17 indivíduos. O sítio RS-LN-19 de Xangri-lá apresentou o maior NISP com 130 remanescentes, unicamente da família Otariidae e com pelo menos duas espécies identificadas (Arctocephalus australis e Otaria flavescens). A análise dos remanescentes ósseos do gênero Arctocephalus revelou o predomínio de indivíduos jovens, e adultos em O. flavescens. Este resultado na composição pretérita das espécies de pinípedes encontrados nos sambaquis no litoral do RS sugere que são as mesmas que ocorrem na atualidade, além de indicar que as antigas populações humanas já interagiam com estes animais. Contudo, não se descarta a hipótese de que otariídeos antárticos e subantárticos também tenham ocorrido na região no passado, já que em alguns casos só foi possível chegar até a identificação de gênero nos remanescentes analisados. Por fim, é importante salientar que em 19,53% (n = 25) dos remanescentes ósseos encontrados, foram identificadas marcas de manipulação antrópica como corte (pequenas incisões oblíquas, transversais e subparalelas) e 5,46% (n = 7) coloração enegrecida possivelmente oriunda da queima. Desta forma sugere-se que as antigas populações humanas do LNRS poderiam utilizar os pinípedes como recurso alimentar ocasional.;
Abstract Pinnipeds are marine carnivores that emerged in the mid-Oligocene, around 65 million years ago. They occur in virtually every ocean in the world and have been interacting with human populations since prehistory in various regions of the globe. For the Brazilian coast eight species of pinnipeds have already been recorded, of which seven have been found on the coast of Rio Grande do Sul. Based on the analysis of bone remnants recovered at archaeological sites, it is suggested that the past records of pinnipeds on the coast of Brazil would be associated with Quaternary deposits. For the Rio Grande do Sul state coast there are few studies on osteology of pinnipeds, mostly diagnostic or sexual dimorphism studies base on skull samples of current species but there is very little information related to archaeological remnants of pinnipeds. In this context, it is still necessary the analyses of the species composition, abundance of individuals, occurrence and type of interaction of these species with prehistoric humans in the region. The present study was carried out in five archaeological sites on the north coast of Rio Grande do Sul (NCRS), between Xangri-la (29 ° 47'23.72 "S, 50 ° 02'1824" W) and Arroio do Sal 29 ° 27'0.27 "S, 49 ° 49'1.74" W), which were linked to the Sambaqui Tradition. The method of prospecting (excavation) was used in order to obatin several artificial horizontal levels, deepening vertically, forming successive artificial levels to assure the depth and origin of the faunistic remnants. The volume of material prospected at these five sites ranged from 0.30 m3 to ± 15.18 m3. In this study, six squares with faunal remnants of the five sites were selected for analysis, each differing in size and archaeological stratigraphic thickness. All the bone remains found in each square were collected in the excavated trenches and taken to the Archaeological Technical Reserve of the Instituto Anchietano de Pesquisas / Vale do Rio dos Sinos (IAP-UNISINOS). During the laboratory screening, only the remnants of pinnipeds were selected for this study, based on the comparison with skeletons of specimens of current species and the literature. As a result of taxonomic richness from the perspective of zooarchaeology, 159 remnants of pinnipeds were found as number of idenfied specimens (NISP) in the NCRS sites, totaling a minimum number of individuals (MNI) of 17. The RS-LN-19 site of Xangri-la presented the largest NISP, with 130 remnants only for the Otariidae Family, and with at least two identified species (Arctocephalus australis and Otaria flavescens). The analysis of the bone remnants of the genus Arctocephalus revealed the predominance of young individuals, and mainly adults of O. flavescens. This result in the past composition of the pinniped species found in the sambaquis in the RS coast suggests that they are the same that occur today, besides indicating that the ancient human populations already interacted with these animals. However, it is not ruled out that Antarctic and subantarctic antarctic have also occurred in the region in the past, since in some cases it was only possible to identify until the genus in the remnants analyzed. Finally, it is important to note that in 19.53% (n = 25) of the remaining bone remnants, anthropic manipulation marks were identified as cut (small oblique, transverse and subparallel incisions) and 5.46% (n = 7) blackened spots, possibly dut to burning. In this way, it is suggested that the ancient human populations of NCRS could use pinnipeds as an occasional food resource.;
Palavras-chaves Mamíferos marinhos; Osteologia; Zooarqueologia; Marine mammals; Osteology; Zooarchaeology;
Área(s) do conhecimento ACCNPQ::Ciências Biológicas::Biologia Geral;
Tipo Dissertação;
Data de defesa 2018-10-26;
Agência de fomento UNISINOS - Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
Direitos de acesso openAccess;
URI http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/7447;
Programa Programa de Pós-Graduação em Biologia;


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Buscar

Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística