RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Seeding de casa colaborativa na perspectiva do design estratégico

Mostrar registro simples

Autor Michelin, Coral;
Lattes do autor http://lattes.cnpq.br/9759090200602830;
Orientador Franzato, Carlo;
Lattes do orientador http://lattes.cnpq.br/4881062407464026;
Instituição Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
Sigla da instituição Unisinos;
País da instituição Brasil;
Instituto/Departamento Escola da Indústria Criativa;
Idioma pt_BR;
Título Seeding de casa colaborativa na perspectiva do design estratégico;
Resumo Em Porto Alegre estão surgindo espaços compartilhados de trabalho, chamados de Casas Colaborativas, que promovem, com suas atuações, uma visão renovada de bemestar social na cidade. São territórios formados por atores dos mais diversos, principalmente aqueles inseridos na economia criativa, que desenvolvem projetos e atividades com potencial para desencadear inovação social. O Design Estratégico para inovação social trata de processos projetuais para solucionar problemas complexos e se aproxima do contexto identificado como uma abordagem para fortalecer o potencial das Casas Colaborativas. Usando o viés metaprojetual do Design buscou-se responder ao problema que se apresenta: quais são as diretrizes estratégicas necessárias para promover a difusão de Casas Colaborativas? Entendendo que, quanto mais organizações como essas na sociedade, mais inovação social poderá nela ser gerada. A partir dessa questão formulou-se o objetivo geral deste trabalho, que consistiu em elaborar as diretrizes estratégicas para o Seeding de Casas Colaborativas; considerando Seeding como uma estratégia para multiplicação de sistemas complexos de natureza social que geram, promovem ou trabalham com inovação social. A relevância do estudo se dá para a esfera acadêmica, ao avançar na criação de uma estratégia para multiplicação de inovação social, por meio do Seeding; e para a esfera social, ao fornecer os meios necessários para o fortalecimento de organizações como as Casas Colaborativas, de forma que possam, nos mais variados contextos, inclusive globais, se estabelecerem. A pesquisa exploratória-criativa-aplicada usou a cartografia deleuze-guattariana como direcionamento metodológico, de forma a acompanhar o processo de produção de dados (coleta, apresentação e análise) em três territórios de estudo – Paralelo Vivo, TransLab e Vila Flores – e em um trajeto adicional nos Encontros mensais das Casas Colaborativas. O percurso cartográfico obteve como resultado a criação de sete eixos atencionais e oito estratégias que guiaram o projeto da semente de Casa Colaborativa, composta por uma série de diretrizes estratégicas que fornecem as bases para a criação de uma Casa Colaborativa e, assim, dá início ao processo do Seeding.;
Abstract Shared working spaces are emerging in Porto Alegre, called Collaborative Houses,which promote with their actions a renewed vision of social welfare in the city. They are territories formed by diverse actors, especially those belonging to the creative economy, who develop projects and activities with potential to trigger social innovation. Strategic Design for social innovation deals with design processes to solve complex problems, approaching the specified context as framework to strengthen the Collaborative Houses potential. Using the Metadesign approach of design we tried to answer the following question: what are the strategic guidelines to necessary to promote the diffusion os Collaborative Houses? Understanding that the more organizations like these in society, the more social innovation is bound to happen in it. From this question the objective of this work was formulated, which consisted in elaborating the strategic guidelines for the Seeding of Collaborative Houses; considering Seeding as the strategy for multiplying complex systems of social nature that generate, promote or work with social innovation. The relevance of the study for the academic field is given through the advancement in the creation of a strategy for the multiplication of social innovation; and for the social field is by providing the means necessary for the strengthening of organizations such as the Collaborative Houses, so that they can establish themselves in the most varied contexts, including global ones. This exploratory, creative and applied research has used Deleuze-Guattarian cartography as a methodological guidance, in order to follow the process of data production (collection, presentation and analysis) in three territories of study – Paralelo Vivo, TransLab and Vila Flores – besides in an additional trajectory in the monthly Collaborative Houses Meetings. The mapping process resulted in the creation of seven attention axes and eight strategies that guided the creation of the seed of Collaborative House, which is composed of a series of strategic guidelines that provide the basis for the establishment of a Collaborative House and, thus, beginning the Seeding process.;
Palavras-chaves Design estratégico; Seeding; Casa colaborativa; Inovação social; Strategic design; Seeding; Collaborative house; Social innovation;
Área(s) do conhecimento ACCNPQ::Ciências Sociais Aplicadas::Desenho Industrial;
Tipo Dissertação;
Data de defesa 2017-06-20;
Agência de fomento Nenhuma;
Direitos de acesso openAccess;
URI http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/6485;
Programa Programa de Pós-Graduação em Design;


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Buscar

Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística