RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

A influência das mudanças climáticas sobre a distribuição espacial de guildas reprodutivas de anuros da Mata Atlântica

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Adolfo, Andressa;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/9959952515985344;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Tozetti, Alexandro Marques;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/8347588972615049;
metadataTrad.dc.contributor.advisor-co1 Souza, Thadeu Sobral de;
metadataTrad.dc.contributor.advisor-co1Lattes http://lattes.cnpq.br/9268610071335540;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola Politécnica;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title A influência das mudanças climáticas sobre a distribuição espacial de guildas reprodutivas de anuros da Mata Atlântica;
metadataTrad.dc.description.resumo As mudanças climáticas têm sido apontadas como um grande desafio, uma vez que contribuem significativamente para a redução da biodiversidade em todo o mundo. Seus efeitos afetam todos os níveis de organização da biota, desde organismos até biomas. A rápida migração e seleção direcional causada pelas alterações climáticas podem diminuir a diversidade genética das populações, afetando assim o funcionamento dos ecossistemas. Além disso, as mudanças climáticas alteram a fenologia das espécies e as relações interespecíficas, modificando a estrutura das comunidades e as funções ecossistêmicas correlatas. Os padrões espaciais de migração e dispersão da biodiversidade também serão afetados, onde espécies tenderão a se movimentar para locais de maior altitude e/ou em direção à maiores latitudes. Ambientes tropicais e subtropicais, bem como regiões altamente impactadas, intensificam os efeitos mencionados, afetando prioritariamente táxons sensíveis, como os anfíbios que habitam a Mata Atlântica. O objetivo desta dissertação consistiu em avaliar o impacto das mudanças climáticas no padrão de distribuição da riqueza de espécies de duas guildas reprodutivas de anuros da Mata Atlântica. Neste sentido, o estudo buscou identificar possíveis padrões espaciais, altitudinais e latitudinais, nas guildas em resposta às alterações climáticas futuras em diferentes cenários. O nicho ecológico de 44 espécies, divididas em duas guildas reprodutivas, foi modelado utilizando cinco variáveis bioclimáticas para três períodos futuros: 2041-2060, 2061-2080 e 2081-2100. Uma abordagem de previsão de conjunto de modelos de distribuição de espécies fora utilizada para criar mapas de dinâmica temporal da riqueza de espécies. A relação entre latitude e altitude com a riqueza de espécies para cada guilda ao longo do tempo foi avaliada através de Modelos Lineares Generalizados com posterior análise de deviance. Os resultados obtidos evidenciaram um rearranjo espacial na distribuição futura das espécies, porém, cada guilda reprodutiva respondeu de maneira distinta às mudanças climáticas. É compreensível que haja diferenças nas respostas entre as guildas reprodutivas, uma vez que foram analisadas espécies que possuem comportamento reprodutivo semelhante, mas características ecológicas diferentes. Isso destaca a possibilidade de mudança no atual padrão de riqueza de espécies, impactando as comunidades de anuros. Além disso, tais resultados indicam que além das variáveis climáticas, outras características ambientais poderão influenciar a estruturação das comunidades de anuros na Mata Atlântica. Este trabalho representa um importante avanço na compreensão dos efeitos das mudanças climáticas na distribuição das guildas reprodutivas de anuros. Contudo, estudos futuros que utilizem modelos hierárquicos com variáveis de paisagem e abordem a diversidade funcional e filogenética, são essenciais para desvendar os processos de formação dos padrões de riqueza de espécies, e auxiliar no planejamento sistemático da conservação dos anuros na Mata Atlântica.;
metadataTrad.dc.description.abstract Climate change has been identified as a major challenge contributing significantly to global biodiversity loss. Its impacts affect all levels of biotic organization, from organisms to biomes. Rapid migration and directional selection caused by climate change can reduce the genetic diversity of populations and thus affect ecosystem functioning. In addition, climate change alters species phenology and interspecies relationships, altering community structure and associated ecosystem functions. The spatial migration and dispersal patterns of biodiversity will also be affected as species tend to move to higher elevations and/or higher latitudes. Tropical and subtropical environments and highly stressed regions exacerbate the above impacts, with sensitive taxa such as Atlantic Forest-dwelling amphibians being particularly affected. The objective of this dissertation was to investigate the effects of climate change on the distribution patterns and species richness of two anuran breeding guilds in the Atlantic Rainforest. In this sense, the study aimed to identify possible spatial, altitudinal, and latitudinal patterns in the guilds in response to future climate change under different scenarios. The ecological niche of 44 species, divided into two breeding guilds, was modeled using five bioclimatic variables for three future periods: 2041-2060, 2061-2080, and 2081-2100. A species distribution and prediction modeling approach was used to generate temporally dynamic maps of species richness. The relationship between latitude and elevation and the species richness of each guild over time was evaluated using generalized linear models followed by analysis of variance. The results showed that the future distribution of species shifted spatially, but each breeding guild responded differently to climate change. It is understandable that there would be differences in responses among breeding guilds because the species studied have similar reproductive behavior but different ecological characteristics. This highlights the possibility that the current pattern of species richness is affecting anuran communities. In addition, these results suggest that environmental characteristics other than climatic variables may influence the structuring of anuran communities in the Atlantic Forest. This study represents an important advance in understanding the effects of climate change on the distribution of anurans breeding guilds. However, future studies using hierarchical models with landscape variables and addressing functional and phylogenetic diversity are essential to decipher the processes of forming patterns of species richness and to support systematic planning for anuran conservation in the Atlantic Forest.;
metadataTrad.dc.subject Modelos de distribuição de espécies; Anfíbios; Biodiversidade; Modos reprodutivos; Padrões geográficos; Riqueza de espécies; Species distribution models; Amphibians; Biodiversity; Reproductive modes; Geographic patterns; Species richness;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Biológicas::Biologia Geral;
metadataTrad.dc.type Dissertação;
metadataTrad.dc.date.issued 2023-03-27;
metadataTrad.dc.description.sponsorship CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/12420;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Biologia;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics