RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

O desassossego das imagens: políticas do sofrimento em redes digitais

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Dias, Marlon Santa Maria;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/0609735637044237;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Henn, Ronaldo Cesar;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/5890836961761762;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola da Indústria Criativa;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title O desassossego das imagens: políticas do sofrimento em redes digitais;
metadataTrad.dc.description.resumo Esta tese investiga os modos testemunhais do sofrimento na contemporaneidade, a partir da configuração de acontecimentos nas redes digitais. Procura-se compreender de que maneira o sofrimento é produzido e reconhecido, considerando o caráter testemunhal e acontecimental dessa experiência. A pesquisa privilegia a análise de imagens e adota os processos midiáticos como operadores de inteligibilidade. Uma intuição cartográfica orienta a construção metodológica, com a apropriação de noções encontradas no trabalho de Walter Benjamin. Propõe-se uma cartografia constituída por três sensibilidades investigativas: perambulação, coleção e constelação – relativas à coleta, arranjo e análise dos dados, respectivamente. A cartografia articula quatro conceitos: sofrimento, acontecimento, testemunho e imagem. O sofrimento é compreendido em sua dimensão social e corporificada, com atenção às suas formas de distribuição desigual. O acontecimento é interpretado por seu poder de afetação, sobretudo nas possibilidades de emergência e reverberação no contexto de redes digitais. O testemunho, enquanto via de elaboração e acesso ao sofrimento, é considerado em sua dimensão midiática, propondo-se uma ampliação da noção de testemunha. A imagem é considerada em seu aspecto agentivo, isto é, a partir daquilo que a imagem é capaz de fazer. Neste caso, elabora-se a ideia de imagem testemunhal. Na relação conceitual, resulta a proposta de refletir sobre imagens testemunhais do sofrimento cuja capacidade operativa faz emergir ciberacontecimentos. Do material colecionado, elegeram-se três casos empíricos para análise: um vídeo produzido por uma adolescente que sofreu cyberbullying e extorsão sexual; um vídeo de uma sessão de tortura e transfeminicídio, produzido pelos agressores e; um vídeo de violência policial letal transmitido ao vivo pelo Facebook. A pesquisa identifica a vinculação entre os estatutos testemunhais contemporâneos e apropriações de práticas midiáticas. Nesse cenário, os atos testemunhais se constituem cada vez mais enquanto imagem, revelando outras condições sensíveis de relação com o sofrimento e a violência. A existência dessas imagens testemunhais revela formas encontradas pelos atores para habitar os mundos das redes digitais, mesmo que estes sejam espaços muitas vezes hostis. Embora esse aspecto seja fundamental para pensar a constituição de comunidades emocionais a partir dos laços de solidariedade e apoio em rede, não se pode ignorar as mediações sociotécnicas e políticas das plataformas digitais, cujas normas chancelam a permanência ou a exclusão de conteúdo. Essas normas tendem a afetar corpos e subjetividades privados de políticas de dignidade e interditados de se mover no mundo.;
metadataTrad.dc.description.abstract This thesis investigates the testimonial modes of suffering in contemporary times, based on the configuration of events in digital networks. It seeks to understand how suffering is produced and recognized, considering the testimonial and eventful character of this experience. The research privileges the analysis of images and adopts media processes as operators of intelligibility. A cartographic intuition guides the methodology, with the appropriation of notions found in the work of Walter Benjamin. The proposed cartography consists of three investigative sensibilities: flânerie, collection and constellation – respectively related to data collection, arrangement, and analysis. Cartography articulates four concepts: suffering, event, testimony/witness, and image. Suffering is understood in its social and embodied dimension, with attention to its forms of unequal distribution. The event is interpreted by its power of affectation, especially in the possibilities of emergence and reverberation in the context of digital networks. Testimony, as a means of elaboration and access to suffering, is considered in its media dimension, proposing an expansion of the notion of witness. The image is considered in its agentive aspect, that is, from what the image can do. In this case, the idea of a testimonial image is elaborated. In the conceptual relationship, there is the proposal to reflect on testimonial images of suffering whose operative capacity makes cyber-events emerge. From the collected material, three empirical cases were chosen for analysis: a video produced by a teenager who suffered cyberbullying and sexual extortion; a video of a torture session and transfemicide, produced by the aggressors and a video of lethal police violence broadcast live on Facebook. The research identifies the link between contemporary testimonial statutes and appropriations of media practices. In this scenario, witness acts are increasingly constituted as an image, revealing other sensitive conditions of relationship with suffering and violence. The existence of these testimonial images reveals ways found by actors to inhabit the worlds of digital networks, even if these are often hostile spaces. Although this aspect is fundamental to think about the constitution of emotional communities from the bonds of solidarity and support in a network, one cannot ignore the socio-technical and political mediations of digital platforms, whose norms guarantee the permanence or exclusion of content. These norms tend to affect bodies and subjectivities deprived of dignity policies and prohibited from moving in the world.;
metadataTrad.dc.subject Sofrimento; Acontecimento; Testemunho; Cartografia; Redes digitais; Suffering; Event; Testimony; Cartography; Digital networks;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências Sociais Aplicadas::Comunicação;
metadataTrad.dc.type Tese;
metadataTrad.dc.date.issued 2022-04-05;
metadataTrad.dc.description.sponsorship CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/11246;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics