RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Padrão de consumo de bebidas alcóolicas e fatores associados em universitários da área da saúde, Rio Verde, Goiás

Show simple item record

metadataTrad.dc.contributor.author Gebrim, Ana Paula Sá Fortes Silva;
metadataTrad.dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/0637312615078540;
metadataTrad.dc.contributor.advisor Ikeda, Maria Letícia Rodrigues;
metadataTrad.dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/0708985506100100;
metadataTrad.dc.publisher Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
metadataTrad.dc.publisher.initials Unisinos;
metadataTrad.dc.publisher.country Brasil;
metadataTrad.dc.publisher.department Escola de Saúde;
metadataTrad.dc.language pt_BR;
metadataTrad.dc.title Padrão de consumo de bebidas alcóolicas e fatores associados em universitários da área da saúde, Rio Verde, Goiás;
metadataTrad.dc.description.resumo Investigar o consumo de bebidas alcoólicas em estudantes universitários da UNIRV, sua associação com variáveis sociodemográficas, o uso de drogas ilícitas e tabagismo. Trata-se de um estudo transversal de base universitária, cuja população foi constituída por 2.295 universitários vinculados aos cursos de enfermagem, odontologia, medicina, fisioterapia, farmácia e educação física da universidade. Foram incluídos todos os estudantes regularmente matriculados durante o período da pesquisa, de ambos os sexos e com idade igual ou maior a 18 anos. O desfecho foi o padrão de consumo de bebidas alcoólicas e fatores associados em universitários da área da saúde. As exposições incluíram varáveis sociodemográficas, acadêmicas e comportamentais. A análise dos dados utilizou regressão de Poisson com variância robusta. Entre os participantes 80,3% não consumiu drogas nos últimos 30 dias e 90% se declarou como não fumante. Homens possuem uma prevalência 1,82 vezes maior de consumo abusivo de álcool comparativamente às mulheres. Indivíduos que relataram ter usado drogas nos 30 dias apresentam uma razão de prevalência 2,95 vezes a mais para o consumo abusivo de álcool do que os não usuários de drogas. Fumantes possuem uma razão de prevalência de consumo de álcool 2,78 vezes a mais do que os indivíduos não fumantes. Indivíduos que relataram ter usado drogas nos 30 dias apresentam uma razão de prevalência 2,39 vezes a mais quanto ao consumo abusivo de álcool do que os não usuários de drogas. A prevalência de comportamentos de risco para uso abusivo de álcool entre os universitários estudados é alta, especialmente entre os homens. O presente estudo evidenciou que os indivíduos do sexo masculino, mais jovens (18 a 24 anos) e que usam drogas e são fumantes possuem um comportamento de risco para o uso abusivo de álcool. Diante desta constatação, fica claro que se faz necessário implementar medidas de cunho preventivo no âmbito universitário. Uma das medidas concebidas consiste em introduzir efetivamente o debate sobre o uso abusivo de álcool, em associação com o tabagismo e o uso de drogas ilícitas, especialmente junto à população universitária jovem.;
metadataTrad.dc.description.abstract To investigate the consumption of alcoholic beverages in UNIRV university students, their association with sociodemographic variables, the use of illicit drugs and smoking. This is a university-based cross-sectional study, whose population consisted of 2,295 university students linked to the university's courses in nursing, dentistry, medicine, physiotherapy, pharmacy and physical education. All students regularly enrolled during the research period, of both sexes and aged 18 years and over, were included. The outcome was the pattern of alcohol consumption and associated factors in undergraduate health students. Exhibits included sociodemographic, academic, and behavioral variables. Data analysis used Poisson regression with robust variance. The data show that males, whites, aged 18 and 20, a Class A, without companions, who have failed and are between the 4th and the 7th period of their respective course, and who use drugs and are smokers, have a risk behavior for alcohol abuse. 80.3% of the participating academics did not use drugs in the last 30 days and 90% declared themselves as non-smokers. Men have a 1.82 times higher prevalence of alcohol abuse compared to women. Individuals reporting drug use within 30 days have a 2.95-fold higher prevalence rate for alcohol abuse than non-drug users. Smokers have a 2.78 times higher prevalence rate of alcohol consumption than non-smokers. Individuals who reported having used drugs within 30 days had a 2.39 times higher prevalence rate for alcohol abuse than non-drug users. Regarding the variable smoking, smokers have a prevalence ratio of 1.56 times higher alcohol consumption than non-smokers. The prevalence of risky behaviors for alcohol abuse among the undergraduates studied is high, especially among men. The present study showed that younger males (18 to 24 years old) who use drugs and are smokers have a risk behavior for alcohol abuse. Given this finding, it is clear that it is necessary to implement preventive measures at the university level. One of the measures designed is to effectively introduce the debate on alcohol abuse, in association with smoking and illicit drug use, especially among the young university population.;
metadataTrad.dc.subject Universitários; Estudantes; Álcool; Fatores de risco; Tabaco e drogas; University students; Students; Alcohol; Risk factors; Tobacco and drugs;
metadataTrad.dc.subject.cnpq ACCNPQ::Ciências da Saúde::Saúde Coletiva;
metadataTrad.dc.type Dissertação;
metadataTrad.dc.date.issued 2020-04-15;
metadataTrad.dc.description.sponsorship Nenhuma;
metadataTrad.dc.rights openAccess;
metadataTrad.dc.identifier.uri http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/9166;
metadataTrad.dc.publisher.program Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva;


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search

Advanced Search

Browse

My Account

Statistics