RDBU| Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos

Políticas Industriais Recentes no Brasil: retomada e limites

Mostrar registro simples

Autor Santana, Victor Hugo Tabarez;
Lattes do autor http://lattes.cnpq.br/7538849380600250;
Orientador Lélis, Marcos Tadeu Caputi;
Lattes do orientador http://lattes.cnpq.br/2560496153427299;
Instituição Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
Sigla da instituição Unisinos;
País da instituição Brasil;
Instituto/Departamento Escola de Gestão e Negócios;
Idioma pt_BR;
Título Políticas Industriais Recentes no Brasil: retomada e limites;
Resumo Desde o seu surgimento a Industrialização teve um papel relevante para as economias nacionais como fator de fortalecimento e mais tarde como propiciadora de empregos qualificados, complexificação da base produtiva e bem-estar material. As políticas industriais tiveram muita atenção no pós-Segunda Guerra e depois passaram por uma etapa de menor ênfase quando da égide do pensamento neoliberal após 1980. Porém várias economias da Ásia persistiram numa trajetória de interação entre Estado e iniciativas privadas e apresentaram resultados satisfatórios em termos econômicos. Estudos sobre políticas industriais foram retomados por vários pesquisadores em diferentes instituições dos países desenvolvidos no século XXI. No Brasil, as políticas industriais tiveram muito destaque em toda a etapa de consolidação da industrialização e perderam força a partir de 1980. Foram retomadas no período entre 2003 e 2014, com três grandes programas lançados em 2004, 2008 e 2011. Na avaliação das metas estipuladas nesses programas na área das exportações, os resultados obtidos ao final de 2014 estão aquém do pretendido, sinalizando que o êxito dessas iniciativas depende da combinação de muitos elementos que possam afirmar um projeto nacional de desenvolvimento no contexto das grandes transformações pelas quais passam as economias dos países que estão na dianteira este momento histórico.;
Abstract Since its emergence Industrialization has played a relevant role for national economies as a strenghtening factor and later as a propitiator of qualified jobs, making the production base more complex and providing material well-being. Industrial policies received much attention in the post-Second World War and then received less emphasis under the heydey of the neoliberal thinking after 1980. However, several Asian economies persisted in a trajectory of connexion between state and private markets, resulting in satisfactory outcomes in several economic aspects. Studies on industrial policies have been carried out by several researchers in different institutions of developed countries in the 21st century. In Brazil, industrial policies played a major role throughout the period of industrialization and lost their prominence after the 80s. They came to light once again in the period of 2003 - 2014, with three major programs launched in 2004, 2008 and 2011. In assessing the goals mentioned in these programs related to the exports performance, the results obtained at the end of 2014 are below the target, signaling that the success of these initiatives depends on the combination of several elements, through which a national development project can be affirmed, in a context of great transformations through which economies that are at the forefront of economic development pass in the current era.;
Palavras-chaves Industrialização; Estado; Política industrial; Exportações; Resultados; Industrialization; State; Industrial policy; Exports; Results;
Área(s) do conhecimento ACCNPQ::Ciências Sociais Aplicadas::Economia;
Tipo Dissertação;
Data de defesa 2018-08-30;
Agência de fomento Nenhuma;
Direitos de acesso openAccess;
URI http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/7402;
Programa Programa de Pós-Graduação em Economia;


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Buscar

Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística